Os Buracos Negros

O sr. Keshe tem uma explicação muito detalhada de como se forma um buraco negro, o que acontece antes e durante, como se extingue e o que acontece depois.

Esta visão tem sido confirmada, em alguns pontos, pela recente mudança de postura e de conceito de Stephen Hawking, o físico que postulou os primeiros conceitos a respeito do buraco negro.

Fontes:

http://arxiv.org/pdf/1401.5761v1.pdf

http://www.cbc.ca/news/technology/stephen-hawking-s-black-holes-blunder-stirs-debate-1.2514299

http://forum.keshefoundation.org/forum/keshe-official/31282-stephen-hawking-hasabandoned-his-theory-of-black-holes

A explicação do sr. Keshe é toda baseada em magnetismo.

Um buraco negro é basicamente o choque entre dois sistemas magnéticos potentes, podendo ser sistemas solares, galáxias, ou até mesmo os redemoinhos que formam labaredas na superfície do Sol. A matéria se choca e os campos magnéticos entram em equilíbrio e assim a matéria desaparece da visão, mas permanece lá, como matéria escura.

Como resultado, um vórtice potente se forma e começa a atrair para si tudo o que se encontra ao redor, apesar de ter a resistência magnética de sistemas tão grandes quanto ele.

É por esta razão que sistemas solares inteiros não são atraídos para a região do buraco negro, mas apenas tão somente alguns planetas e astros da sua periferia. A explicação completa sobre buraco negro está na patente de invenção 1770717, ou no artigo avulso intitulado “Black Hole”.

Devido ao adensamento de matéria no centro das galáxias, esta é uma região onde os sistemas magnéticos estão muito próximos uns dos outros e o choque e inter-fusão entre eles, devido ao constante dinamismo de todo o universo, e especialmente no centro galático, propicia a formação de vários buracos negros independente, que tem seu começo, duração e encerramento, na cronologia da eternidade.

menu

Mehran Keshe Foundation KFSSI applications aplicações