Aula mais recentemente traduzida

AS TRADUÇÕES DAS BLUEPRINTS  DE ÁUDIO JÁ REALIZADAS:

AULA 01= partes 1 (17/11)  — 2)(25/11)  — 3(21/12)  — 4(12/01)

AULA 02= partes 1(04/02)  — 2(24/02)  — 3(02/06)  — 4(13/06)

AULA 03= partes 1(28/06)  — 2(22/07)  — 3(14/09)  — 4(10/12)

AULA 04= partes 1(01/01)  — 2 (23/05) – 3 (10/07

AULA 05= partes 1(20/07)  

0 – 0

Para se tornar um patrocinador, clique: Sim, eu posso doar para a continuação destas traduções.

RETORNAR À PARTE 1 DA AULA 5

COMEÇAR DO INÍCIO – AULA 1

ESTA É A PARTE 2 DA AULA 5:

(postada em 10 de agosto/2017)

00b professor M.T.Keshe

TEMA PRINCIPAL
  DIAGRAMAS ESQUEMÁTICOS DO BLUEPRINT
IMPORTÂNCIA DE ESPERAR PELA EXPANSÃO DO NANO REVESTIMENTO
TENTATIVAS DE EXPANDIR A POTÊNCIA DE UM MP EM kW
GANS NATURAL FORMANDO-SE SOBRE O NANO REVESTIMENTO DA FIAÇÃO DA CASA
PADRÕES E MEDIDAS DA EMBALAGEM PLÁSTICA E DAS LACUNAS ENTRE BOBINAS

 

Acabou de chegar para nós os manuais de montagem (Blueprint em PDF), com os diagramas esquemáticos, que já estão sendo disponibilizados para download. Estes diagramas foram produzidos pelo grupo de desenvolvimento da FK, e mostram as etapas principais das montagens e conexões do reator (MP). E elas são as mesmas para todas as nossas fábricas, e assim se no decorrer dos desenvolvimentos acaso surgir algo que devamos corrigir, nós corrigiremos para todas as fábricas de uma só vez, apenas mudando os diagramas.
Diante dos esquemas, e conforme a lição anterior, sua tarefa hoje será conectar todas as suas bobinas e todas as três torres juntas, montagem esta que permitirá que você tenha em suas mãos um ambiente inteiramente Plasmático, mas que ainda você necessitará depois colocar para se auto-carregar (conectando na rede).
Houve todo um caminho de trabalho de base. Foram meses fazendo nanomateriais, fazendo os diversos Gans, os banhos, as secagens, a embalagem plástica, para agora podermos montar estas três torres, e agora é hora de levantar as paredes.
Estão falando por aí em aumentar o número de torres, para 4 ou 5 ou 6 delas, mas digo que não fará nenhuma diferença (“não será bom e perfeito”). Saiba que até mesmo com um só conjunto de bobinas você poderia (supostamente) produzir uma potência resistiva de 1,2 kW, mas se você juntar as três torres e configurar elas de uma maneira muito especial, eu digo que você pode alcançar com elas até 10, 20, 30 kW de potência resistiva. Entretanto, as MPs que estão para venda e sendo entregues, estas são dispositivos que tem certificação técnica e elétrica para funcionar com “potência resistiva” de saída de tão somente até 2 kW.
Vamos dar uma olhada nos diagramas:
Nesta você vê as bobinas magnéticas (mais compridas) e as bobinas gravitacionais (mais curtas).
Aqui tem toda a informação que você necessita para conectar os circuitos dentro e saindo para fora da caixa, em três torres, ligadas em série.
Aqui mostra por onde você liga na rede e por onde liga nos aparelhos da casa.
Vejamos agora um MP com as torres montadas e pronta para a próxima fase (aulas seguintes: capacitores, etc).
Um cabo deve sair dela para fora (tal como aparece à direita da foto) para para ser conectado na rede elétrica da casa, não tanto pela energia, mas principalmente para poder ensinar os mag-gravs a frequência e a voltagem com a qual eles devem trabalhar (5O Hertz/120 volts é o padrão europeu). A frequência define a taxa de vibração dos elétrons, de modo a configurar a saída, ou o quanto a fonte de energia permite a liberação de plasma do outro lado, qual a taxa de conversão (volts para plasma) que você quer que se converta do outro lado, pelo outro cabo, aquele que vai para os aparelhos. Depois de conectados ao MP, em poucos dias estes cabos já se nano revestirão automaticamente por dentro, e quando você ligar não haverá mais, no seu Sistema, NENHUMA INTERAÇÃO EM ESTADO DE MATÉRIA, pois tudo que você obterá do seu Sistema será totalmente Plasma (e a saída para os aparelhos será em Plasma também) .
E quando, tal como eu expliquei, a fiação de toda a residência for ficando naturalmente e totalmente nano revestida , terá chegado ao ponto quando você poderá decidir o quanto deseja retirar de Plasma a partir do Sistema – o qual a partir de então será o MP e a fiação da casa como um só.
Quando (isso foi em workshop antes de começar este Blueprint) mostramos duas furadeiras, sendo uma europeia e outra norte-americana, usei-as para mostrar esta questão dos Hertz e das Voltagens. Hertz é essencial que sempre seja o mesmo, já que é por meio do referencial da frequência que o Sistema decide como vai ser a distribuição da energia que vai ser feita do outro lado, pelo cabo de saída, na saída para os aparelhos.
Se, portanto, você ao invés disso conecta o MP a uma bateria de corrente contínua (CC), o Plasma que sairá do outro lado também vai ser um plasma de corrente contínua. Trata-se de uma proposta de fornecimento elétrico diferente, mas nós oferecemos isto também com os MP para Automóveis, onde você conecta a Entrada (POWER) do MP na bateria do veículo e esta bateria se torna então o fornecedor de CC e o MP Para Automóveis se torna o fornecedor de plasma em CC para o seu veículo.
Então, se você pretende ligar aparelhos de corrente contínua, use um MP Para Automóveis para nano revestir naturalmente todos os metais internos da bateria e todas as fiações do veículo ou fiações dos aparelhos de CC que vai usar.
Então, repassemos. Você fez as bobinas, nano revestindo-as, depois deu-lhes um banho com mix de Gans, deixou secar, montou as torres, usou a cáustica de sobra de nano revestimento para as áreas de conexão, e preparou as 3 esferas com pasta de vários Gans dentro e colocou elas no meio das torres na hora da montagem nas bandejas.
Mas já lhe aviso, não vá ligar na rede agora. Ainda tem trabalho a ser feito (capacitores/condensadores). Mas lembre-se de nunca ligar seu MP na rede sem que antes estejam as bobinas e conexões totalmente secas (com exceção é claro da pasta dentro das esferas). Até a umidade do ar que o sistema venha a entrar em contato pouco antes de ligar na rede poderá danificar, se for excessiva. Se você ligar o MP e tiver qualquer umidade nele, aquela área automaticamente pegará fogo ou derreterá, e é quando você percebe que fez algo de errado, ou deixou algo por fazer.
Um outro ponto a considerar e que deve ficar bem claro é que, uma vez que você conecta seu MP à fonte de alimentação e conecta qualquer aparelho pelo cabo de Saída, a tarefa principal do Plasma começará aí. Isto significa (ou deveria significar) que a partir daí o Plasma nunca deixa (ou nunca deve deixar) de liberar sua energia por meio desta Saída. Não vale dizer assim: ah, eu não quero manter ele ligado, ou neste momento eu não tenho nada para ligar nele, ou não estou usando nada em casa agora então vou desconectar o MP da rede, ou então “vou desligá-lo e depois eu ligo de novo”. Não faça assim, pois não dará certo.
Uma vez que você conecta na rede, o plasma começará, de um lado, a nano revestir toda a fiação da casa e ele deve fazer isso por toda a vida, e sempre estar energizando alguma coisa do seu lar, e quando o plasma completar a tarefa pelo lado da fiação da residência, ele também vai passar a nano revestir a fiação elétrica da rua, e até a do seu vizinho, e, pelo outro lado, pela Saída, estará sempre tendo alguma coisa para alimentar de plasma na sua casa. É assim que o MP trabalha.
Quanto a você estar ajudando o governo, isso é outra história, que no final ele nem vai saber ou se importar. O importante é que você terá levado TODA UMA SUPERCONDUTIVIDADE para sua própria residência, e quando isto estiver completado, você pode ir a qualquer lugar da sua fiação, e ao lascar um pouco o fio, você verá uma mancha preta no plástico e verá que o cobre naquele ponto está todo preto. Você confirma que o nano revestimento se efetivou quando toda sua fiação estiver preta por dentro, pois foram nano revestidos pelo plasma, pela maneira mais bonita que isto poderia ter sido feito, ou seja, naturalmente, tal como tudo no universo. Foi a cáustica que começou isto, nano revestindo suas bobinas, e este nano revestimento é que forçará para que isto aconteça, assim que a ligação elétrica do MP for feita com a rede. Você força isso colocando um MP no caminho.
Enfim, quando tudo na sua fiação residencial estiver nano revestido pelo plasma, a supercondutividade obtida será tão eficiente e tão perfeita, que a partir disso você poderá, literalmente, desconectar seu MP da rede e o plasma começará a funcionar a partir do conjunto da fiação, se tornando esta “grade de fiações” na Sua “grade”, na sua rede particular, no seu suprimento de energia elétrica.Os nano revestimentos e os Gans que se formarão sobre eles, que foram se espalhando e que neste momento já estarão “dominando” toda a fiação, eles se tornarão em uma fonte especial de energia para a maior parte dos aparelhos de sua casa.
[NOTA DO TRADUTOR: nesta etapa super avançada, isto iria necessitar dois caminhos simultâneos, um provisório que vem da rede para os aparelhos de maior potência, outro que vem só da fiação geradora da própria casa, que está, com os aparelhos de baixa potência, NOVAMENTE “apendendo” a fornecer mais e mais, desconectada da rede, até convergir lentamente para todos os aparelhos.]
Acredito que quatro meses já serão suficientes para fazer experiências neste sentido, mas você poderia deixar até 12 meses, e então fazer um teste. Poderá se surpreender vendo que a própria fiação da casa está cumprindo seu papel sem qualquer fonte de alimentação externa. Isto significará então que você se tornou totalmente auto-suficiente energeticamente. Será até engraçado constatar esta realidade de que o nano revestimento e um Gans por cima dele, dentro da fiação, terá tomado o lugar do fornecimento da rede, mas isto vai acontecer naturalmente em algum momento, não se afobe! Nos edifícios também, será a mesma coisa: o seu MP poderá ser a causa dos demais moradores do prédio estarem economizando tanta energia.
Mas é necessário que entenda, desde já, que tal como no começo do trabalho do MP com a rede (que é o que vai começar quando você tiver ligado o MP), você vai ter que começar pequeno, ensinando lentamente o plasma a cada vez fornecer mais potência através desta fiação “OFF-GRID” nano revestida de sua casa.
Você ensina o plasma com base na gradação de potências resistivas que você vai conectando, uma após outra, no seu Sistema caseiro de geração.
Vou lhe contar como todo esse processo acontece na prática: no ar tem bastante umidade, e neste mesmo ar, por todo lugar, há diferentes tipos de sal, e há também pó de giz, assim como outros elementos “salinos” no ar, os quais estarão ajudando o seu MP a espalhar mais e mais o seu nano revestimento pela fiação, e isso acontece da mesma forma que o sal da cáustica e a umidade e o calor juntos tem ajudado as suas placas de cobre a se tornarem nano revestidas.
E você notará que além de nano revestir, o MP estará ajudando a criar, com estes elementos do ar, e com os nano revestimentos estando já completos, um tipo de Gans natural por cima dos mesmos nano revestimentos.
Depois do preto dos nano revestimentos naturais, você notará que vai começar a criar uma substância com outra coloração, talvez mais clara, por cima destes mesmos nano revestimentos. Estará sendo produzido naturalmente ali um tipo de Gans, talvez um mix deles. E se você estiver acompanhando o processo notará que por cima do nano revestimento da fiação começará a surgir um tipo de sal. É o começo do processo.

[NOTA DO TRADUTOR: De certo modo, pode-se dizer que se está transformando toda a fiação residencial em uma bateria seca de sais e de Gans, supercondutora e aumentando sua própria potência cada vez mais.]
Portanto, em um longo prazo, isso acontecerá em todas as suas casas. Todo este nano revestimento inicial que você fez no MP se espalhará, até que toda a fiação se torne no seu fornecimento único de energia. Isto é o que, basicamente, está escrito na patente! É isto que você tem que buscar quando estiver fuçando nas páginas originais da FK, e quando ali diz que com o plasma você não necessitará de qualquer outro tipo de fornecimento de eletricidade, e, é claro, poderá fazer muitas outras coisas por meio dele: alimentos, saúde, proteção, produzir materiais, fazer ouro, etc.
Mas é assim que começa! Você leva o plasma para casa e ele acaba lhe dando tudo que você acha que consegue tirar dele.
Então, com estas três torres do seu MP, você está construindo um sistema “vivo”! É uma técnica que imita o sistema das energias universais.
Não haverá mais carência, e a sua energia gratuita logo chegará para você. Trata-se de um novo combustível do qual você poderá se suprir. Trata-se de um novo método de fornecimento de energia.
Mas você tem que entender, que, depois de você ligar Seu sistema, nos primeiros dias, primeiras semanas, você pode não ver grandes melhoras, porque na verdade a energia do seu sistema virá a partir do espalhamento do nano revestimento natural. Enquanto um esquimó não possuir um casaco de pele ele não poderá ir a lugar algum. Assim também é com todo o seu Sistema.
No começo, nas primeiras semanas, se você colocar um medidor de kW entre a rede e o MP para testar o rendimento do seu MP você vai ter muita oscilação de um dia para o outro e de uma medição para outra. O rendimento cai, aumenta, cai de novo, aumenta, e fica indo pra cima e pra baixo, porque as energias que você chama de ‘economia’ elétrica, na verdade, nesta fase, estão sendo usadas quase todas para nano revestir por dentro a fiação da sua casa. A economia é muito pouca, pois não é o momento ainda, entende? E este seu medidor de Watts será inútil, na verdade só estará atrapalhando o processo, bloqueando Campos, Campos mag-grav os quais se encontram usando parte da energia da rede como uma parceira no trabalhar destes Campos diretamente com a estrutura atômica do cobre ou do alumínio ou seja do que for feita fiação elétrica da sua casa.
HOMEM:
Será que foi por isso que meu MP (que eu já tenho pronto e ligado, pois me adiantei aos conhecimentos) fez hoje até algumas lâmpadas ligadas a ele reduzirem de repente a sua luminosidade?
KESHE:
Sim, pois em algum lugar de sua fiação o plasma encontrou uma área de resistência ao nano revestimento, e isto então causou a queda da corrente, pois ele está usando desta corrente para forçar o nano revestimento da fiação.
Eu lhes digo que vocês têm que prestar bem atenção nisso, nos GRADIENTES!
[NOTA DO TRADUTOR: Quando você, num mix de Gans, coloca um Gans de chumbo com um Gans de menor massa, por exemplo Carbono, você tem um bom Gradiente, uma diferença significativa de massa.]
São os Gradientes que criam as condições para as transmissões de energia plasmática, ou para as mudanças (incrementos) de (nível de potência de) energia do seu Sistema. Se você decidir que quer aumentar a quantidade de energia que quer tirar do sistema, você vai ter que necessariamente empurrar este Gradiente ainda mais para cima. Por exemplo, se você decidir construir um MP novo que não dê apenas 1-2 kW, mas sim 6-7 kW você vai ter que intensificar todos os Gradientes em seu sistema, ou então ao fazer o teste você derreterá o suporte de plástico das torres, derreterá algum arame das bobinas, ou não se reconstituirão a si próprios sozinhos pelo fato de não estarem suficientemente nano revestidos, caso os Gans não apresentarem Gradiente suficiente entre si. Este aquecimento excessivo e este derretimento acontece ou pode acontecer especialmente no começo.
Trate seu MP como um bebê, como uma criança pequena. Deixemos, pois, que ela cresça primeiro para então você poder jogar “rugbe” ou futebol com ela, quando estiver pronta e desenvolvida. Para começar a jogar com estes Sistemas você deverá ensiná-los lentamente, trabalhar com eles por pelo menos três semanas, do leite materno à papinha e da papinha para a comida sólida e da comida sólida para coisas mais fortes, temperos mais picantes. A pressão da demanda de aparelhos do lar pelo Plasma é algo que deverá ser construída de forma muito, muito lentamente. Quem se apressar, querer atropelar etapas, vai ter uma grande surpresa.
[Keshe aqui faz com a boca um som de assobio e depois estouro, querendo dizer aquecimento e entrada em curto circuito, e até derretimento].
Nós lhe avisamos: estas caixas azuis estão certificadas para trabalhar apenas com o máximo de 2 kW.
Um outro ponto a se lembrar sempre, e jamais se esquecer disso: o Plasma não é corrente alternada, não é CA. O Plasma é corrente contínua, é CC. Você tem que saber qual tipo de animal você está segurando. Se é um animal com dentes afiados, você não segura na boca dele. [Keshe aponta para a tomada de força da rede], mas sim no pescoço, na parte de trás da cabeça [Keshe aponta para a saída para os aparelhos], porque senão você se machuca.
Outra razão pela qual é importantíssimo que, antes de ligar na rede, você observe as polaridades. Cada MP, tal como estes azuis que oferecemos, vem com uma chave de fenda detectora da fase (acende uma luzinha na chave quando detecta a corrente) e você deve usar esta chave de fenda para observar, detectar e ligar corretamente a FASE (ON) e o NEUTRO (OFF), em qualquer tomada da rede elétrica onde você vai conectar o seu MP.
E, como eu disse na aula anterior, você tem de contectar o seu “NEGATIVO”, ou “aquele que vem da bobina gravitacional” (fio que sobra a partir da torre inferior, conforme o diagrama esquemático tem mostrado) ao POWER IN, isto é, ao FASE ON da tomada da sua rede, que é aquele ponto da sua tomada elétrica onde acende a luz da chave de fenda e por onde vem a corrente. Isso é importantíssimo.
[Recomenda-se marcar com canetinha nas extremidades da flecha de Entrada do seu MP e também na tomada residencial onde você pretende ligar o MP, e cuidar quando chegar a hora de conectar para que esteja tudo correto].
Mas eu digo e repito para não conectar na rede ainda. Eu só estou dizendo como fazer quando chegar a hora. Não conecte agora na rede, pois falta ainda umas peças que virão nas aulas seguintes. Este sistema ainda não foi apresentado à você da forma completa. Eu estou lhe apresentando em uma semana inteira o passo a passo de como construí-lo, mostrando uma coisa de cada vez, e o que concerne ao dia de amanhã só será apresentado para você amanhã. Assim vai dando tempo de que os que estão mais atrasados alcancem durante a noite, a madrugada, aqueles que estão mais adiantados e já tem quase tudo pronto. Assim, se você está com suas bandejas, suas torres, montadas, não vá ligar agora na rede, para não ter uma grande surpresa, um grande desperdício de trabalho. O sistema para funcionar perfeitamene ainda necessita de outras coisas, outras peças.
O importante é saber que até aqui você agiu corretamente, que fez as coisas certas, que chegou até aqui e está tudo como deve ser. Na FK nós sabemos que estamos corretos, e se estamos corretos, se estamos fazendo a coisa certa, nós estamos mudando o curso da história da humanidade.
Aproveito o momento para lhe falar uma curiosidade: com os novos desenvolvimentos, logo logo você não necessitará mais de conectar à rede elétrica para pegar a frequência, para referenciar os Hertz para o plasma. Isso vai acabar nem sendo necessário algum dia. Tentaremos desenvolver isso nos próximos meses, mas se não der certo ainda, não tem problema. Mesmo assim ainda estaremos dentro do jogo, ainda estamos vivos e com saúde, ainda somos a Fundação Keshe, ainda continuamos ensinando ao mundo inteiro. Mas saiba que nós já temos, em teoria, o conhecimento de como fazer esta substituição. Não “abrimos” isto publicamente agora em razão de nosso código de ética, que nos diz que esta tecnologia deve ser correta em todos os seus aspectos, para que, no decorrer do tempo, os inimigos da FK, que nos deram tanto trabalho – e deste modo nos ajudaram a progredir e acertar mais e mais -, desta vez arrependidos, venham a louvar a tecnologia. Mas para que isto ocorra, tudo na tecnologia deve estar em equilíbrio:
O que colocamos? O que tiramos? Quanto colocaremos? Quanto tiraremos? Pois se você empurrar demais, forçar demais, não dará certo, não progredirá. E se estiver com problemas técnicos, volte aos ensinos.
E se você está em sincronia conosco, não tente passar de 2 kW na saída deste MP depois de ligá-lo. Não tente pelo menos agora, e não tente antes de seis meses, ou de um ano.
No Plasma, se você olhar para a INTENSIDADE dos Campos, eles estão atuando num continuum. É um nível contínuo de Campo que é liberado/lançado para fora pelo sistema, e esta (liberação contínua de Campos) é que vai definindo a “magnitude de sua potência de plasma”.
E lá dentro, lembre-se que tudo está a funcionar daquela forma padrão como todo plasma trabalha, que é com base na corrente contínua (CC). Portanto, comece alimentando através do MP apenas aparelhos resistivos de baixa potência, depois os de mais alta potência e ainda assim resistivos. Você está ensinando o plasma a trabalhar com CA.
Os aparelhos resistivos são aqueles que trabalham com INTENSIDADE de corrente que vai se incrementando aos poucos.
[NOTA DO TRADUTOR 1: Seria acaso o resistivo como uma lâmpada CA que se você ligar numa bateria ela acende igual mas com baixa potência? Aparelhos resistivos são motorzinhos, lâmpadas, ventiladores, aquecedores, ferro de passar, resistências, ou seja, que variam no calor ou na luminosidade ou na velocidade de rotação devido ao nível (INTENSIDADE) de corrente que por eles passam.]
[NOTA DO TRADUTOR 2: Já o ligar ao MP aparelhos que contenham compressor, que liga e desliga ao comando de termostato, mostrou-se ser permitido e possível, tal como um refrigerador por exemplo, e até mesmo um freezer. Experimentos de condicionamento da rede tem sido feitos usando apenas a ligação do MP sozinha a um refrigerador por semanas ou meses, depois então incluindo outros aparelhos.]
Vá acrescentando pouco a pouco mais aparelhos resistivos, sempre cuidando para não ultrapassar um total de 2 kW no conjunto de aparelhos ligados ao MP. Isso é muito importante. Não deixe seu MP aquecer as bobinas ultrapassando os 2 kW ligados nele. O plasma teria que reduzir a sua INTENSIDADE para acompanhar uma tal demanda, e daí é que vem o aquecimento das bobinas. E se a base das torres for de plástico, ela derreterá. Mas saiba que isso não acontece depois de meses, pois o nano revestimento estará muito mais reforçado pelo próprio funcionamento do Sistema.
Trabalhar inicialmente apenas com aparelhos resistivos ajuda o plasma a nano revestir a fiação elétrica, e este nano revestimento natural se acelera quando se deixa aparelhos resistivos ligados a ele por muito tempo. O plasma se adapta bem lentamente à incrementos de resistências, e a forma de ele reagir a esta resistência é colocando a nano revestir a fiação da casa um pouco mais para a frente. Esta, portanto, é a função da resistência no processo inicial de trabalhos de um MP. Além, é claro, de reforçar naturalmente o nano revestimento das próprias bobinas do MP até ao seu limite máximo.
O gráfico mostra o comportamento da intensidade do plasma (que é um contínuo crescente, veja flecha vertical à esquerda) no processo de trabalhar inicialmente com aparelhos resistivos por um longo tempo. Isto está indicado na linha horizontal inferior que segue para a direita, a linha vermelha.
Durante este tempo de trabalho com os resistivos o plasma expandirá os nano revestimentos de modo que assim consiga usar uma maior intensidade do plasma, que é naturalmente CC. E então, gradualmente, sua intensidade vai aumentando conforme mostra a linha diagonal para a direita na mesma medida que o nano revestimento vai se expandindo e engrossando, e o comportamento do plasma vai mudando gradativamente os comportamentos do material de trabalho (cobre das fiações, etc., de estado de matéria para estado de plasma) para que o Sistema por inteiro passe a trabalhar muito mais com os revestimentos de nano materiais do que na forma anterior de estado de matéria que era o que funcionava quando a empreitada começou. E quando a empreitada terminar, você estará salvo de pagar contas altas de energia, pois grande parte de sua energia elétrica para a casa estará vindo a partir do “Sistema de plasma” de sua casa.
A redução na sua conta, depois de alguns meses, pode chegar então a 40% ou mais, em razão de que gradualmente o plasma vai aprendendo como deve trabalhar e ensinando seu Sistema como deve se comportar, e com isso vai fazendo lentamente uma “hibridização de si próprio” até que chegue ao ponto de você ter nano revestido integralmente e coberto de Gans toda a fiação de sua casa.
Um lembrete importante é este: Se você quer usufruir desta economia de 40% ou mais, não conecte na saída do seu MP nada que possua transformador embutido (PCs, notebooks, estabilizadores, televisões, carregadores de celular, forno de microondas, etc.), nem mesmo para completar os 2 kW que ele necessita para trabalhar bem, pois sabemos o que acontece no final, caso você conecte à ele aparelhos que contenham transformador, e não é favorável ao que você pretende.
Outro lembrete é: não conecte 2 kW de aparelhos no seu MP antes que as duas primeiras semanas tiverem chegado. O MP necessita trabalhar com menos aparelhos resistivos durante estas duas primeiras semanas, e o aumento da demanda deve ser gradual.
Para os casos de consumo alto onde você tem muitos aparelhos resistivos na casa, e você quer conectar entre 6 a 7 kW de resistivos depois de duas semanas, eu digo para usarem uma Unidade Auxiliar, um outro MP.
[NOTA DO TRADUTOR: Não ficou muito claro a forma de uso desta Unidade Auxiliar. Deu a impressão de que estes dois deveriam ser conectados em paralelo, e iniciados juntos, no mesmo dia, para reforçar o nano revestimento da casa e conseguir dar economia de 40% em relação a estes 6 a 7 kW de resistivos.]
Esta Unidade Auxiliar tem para vender no website, e serve para adicioná-la ao seu Sistema e desta forma você vai poder empurrar a demanda de energia na saída lentamente para até 10 kW, o que seria impossível de fazer apenas com um único MP. O que esta adição (de Unidade Auxiliar) faz é mudar a estrutura do seu Sistema caseiro para aumentar a potência e empurrar a demanda (de resistivos) para níveis mais altos de plasma. Há uns truques que alguns que acompanharam workshops anteriores à este Blueprint devem ter captado como proceder, mas nas duas últimas aulas eu explicarei mais sobre isso.
Foram feitos testes e conclui-se que, mesmo executando um único MP por dois meses, nenhuma economia maior acontece se você tentar conectar mais de 2 kW ou 2.5 kW nele, em aparelhos resistivos. Ao contrário, toda vez que você tenta sobrecarregá-lo além dos padrões certificados, você o danifica, e se você danificar seu MP, o problema é seu.
Uma das formas do MP trabalhar por dentro é tal qual um termômetro, onde ao atingir 55-60 graus de temperatura nas bobinas, ele bloqueia, ou queima. Se bloquear, o Sistema simplesmente para de funcionar. Geralmente, quando alguém que comprou diz que o MP parou de funcionar, geralmente é porque esta pessoa sobrecarregou ele com aparelhos demais, demandando carga em excesso. Neste caso, deve-se pegar os últimos aparelhos que você acrescentou à Saída de energia, desconectá-los do MP, e ligar eles em alguma outra tomada, dando tempo para que o aquecimento esfrie e o sistema seja reiniciado sozinho. Se reiniciar depois de algumas horas, é porque a sua Unidade estava apenas bloqueada, e não queimada.
Mas só conecte aparelhos resistivos no MP, aumentando gradativametne a demanda de energia conectando mais aparelhos resistivos até 1.2 kW, e só depois de duas semanas é que você deve acrescentar mais 0.8 ou 1 kW a mais de aparelhos resistivos. Por um bom tempo o Sistema deve trabalhar apenas com aparelhos resistivos. Não tem como passar um gato através de um buraco de toca de rato. O gato é o plasma, e o buraco da toca é a vibração dos elétrons. Se a vibração dos elétrons não se intensificar, o plasma não vai passar.
Eis, portanto, a principal razão pela qual você tem que primeiro “se educar a si mesmo” antes de começar a usar um MP em sua casa, para dar tempo para os nano revestimentos das fiações (e criação de um Gans natural sobre estes nano revestimentos) acontecerem.
Um ponto interessante a comentar aqui é que as limitações quanto a economia de energia se encontram mais na sua mente do que no próprio Sistema. É a energia da sua alma, da sua emoção trabalhando ainda com o estado de matéria, e não com o estado de plasma, porque não aprendeu ainda como trabalhar com o plasma, ou seja, como expandir este estado de matéria para que este passe a trabalhar ao nível de plasma. Quando conseguir isso, tirar a limitação de sua mente, você pode conseguir do plasma tudo o que necessita: alimentação, hidrogênio, nitrogênio, ouro, passar a decidir o quanto vai pegar e quanto vai deixar para outra pessoa. Na alimentação, você vai passar a absorver a energia do plasma naquele espectro que é o seu espectro. Você talvez não veja nenhuma água, mas a energia da água estará lá, suprindo plasmaticametne a quantidade que seu corpo necessita de água para um dia. E vai chegar um ponto em que, quando você necessitar de um pouco de água física para lavar sua mão, você vai poder pressionar um conversor de plasma para matéria, e a água sairá da torneira para você lavar a sua mão. Tem muita gente no mundo inteiro que já está tentando fazer estas tentativas, com base na alma e na emoção, e mesmo com experimentos materiais. Mas o Sistema tem que primeiro mudar o estado de matéria das coisas para um estado de plasma (nano revestimentos e Gans sobre eles), e depois é que virão as mudanças maiores, até ter o rio de energias do universo à sua disposição em todos os sentidos. Começa com um pequeno reservatório, fazendo um coletor, passando para um reservatório maior, uma produção maior, até aperfeiçoar para uma manufatura adequada. E é desta forma que a tecnologia vai sendo desenvolvida até que tudo passe a ser fornecido instantaneamente para todos. O seu Sistema caseiro estará a lhe oferecer “uma totalidade”, “uma cachoeira” de plasma, e se você entender bem os processos, você vai então poder escolher o que quer tirar dele, e mesmo 1 MW de energia não vai ser mais um problema, porque as limitações em sua cabeça desapareceram e você passou a entender como o plasma trabalha.
Se você entender o modo como o plasma trabalha, e souber como liberar a energia desse plasma a partir do seu Sistema caseiro, você poderá até mesmo converter em movimento esta mesma energia que vem do plasma. E então você vai poder utilizar-se da energia do plasma no posicionamento da intensidade do plasma a partir de um ponto para outro. Você está aqui, agora, mas você quer, por meio do plasma (provavelmente uma nave em deslocamento) você quer estar neste outro ponto espacial cinco segundos depois, e o movimento acontece. E assim vai se deslocando. Você deseja estar em Nova York? Entaõ crie, no “Posição” (?), o Campo mag-grav equivalente à intensidade de Nova York, e você será deslocado para lá imediatamente.
Esta questão de se usar o plasma para Movimento (posicionamento por mag-grav) é o maior medo dos governantes nacionais em relação à FK e, nos bastidores da cúpula, estas discussões (sobre estas possibilidades do plasma) já começaram. O maior medo dos governos era o de que nós liberássemos esta parte da tecnologia. Mas o que faremos é continuar explicando. De início eles pensaram: náo tem como fazer isso, então não é problema para nós. Mas agora eles passaram a pensar diferente. Eles dizem: quando isto começar, não teremos mais controle. Como vamos lidar com isso. Então eles nos bloquearam o quanto puderam, mas apenas atrasam o inevitável. Com este Blueprnt não vai ter como parar tais desenvolvimentos futuros da tecnologia, pois estamos liberando toda a base tecnológica que finalmente levará à isso.
[Nota do Tradutor:: Lembrando que o pendrive aos governos, com toda tecnologia para reatores de gases, que é uma tecnologia paralela da FK, e mais compatível com os deslocamentos especiais (mas não só isso, há muitas possibilidades de manipulação da matéria) já foi traduzido por inteiro para o português. Acesse mais informações em: http://estudoskeshe.com.br/pendrive-totalmente-traduzido/ ]
Agora, com a construção em massa de MPs ao redor de todo o mundo, os governantes tomaram conhecimento do problema que eles vão ter, que começa com o gradativo esvaziamento de pacientes dos hospitais, pois quando você não tem dor você pode se dedicar a construir o que é necessário. Deixará de haver tanta necessidade de médicos. Haverá muitos hospitais fechando as portas por falta de pacientes. Também as bombas de combustível estarão barateando ao extremo suas ofertas de combustíveis. Você jamais seria capaz de imaginar, nem tampouco pode compreender neste exato momento da história, todo o potencial de coisas que você pode ter nas suas mãos, simplesmente pelo fato de esta simples Caixa Azul (MP) estar sendo disponibilizada para toda a humanidade. Você chegou até esta Caixa Azul pensando em obter economia elétrica ou em encontrar algum dispositivo de energia livre, mas em troca estamos lhe oferecendo a liberdade de sua vida.
Mas no momento você tem que manipular os materiais (nano revestidos e Gans) e depois decidir como você quer usá-los, do jeito que você pretender usar. Quer proporcionar aquecimento em sua casa? Quer ter uma fonte alternativa de alimentação? Seja para o que for que você quiser usá-lo, você tem disponível esta Fonte de Plasma. Aprenda a usá-la para o que for necessário. E comece fazendo exatamente como mostramos aqui. Todos nós temos a nossa disposição o Sol a constantemente irradiar sua energia para nós, mas agora você se torna o dono de um outro tipo de Sol.
O Sistema caseiro de plasma é um Sol que está à sua disposição, e toda a “Energia” desta Fonte de Plasma está acessível para seu uso, para aquilo que for necessário. No espaço, será tudo o que você necessita para sobreviver! Alguns governos torceram o nariz desprezando esta tecnologia; outros nos perseguiram tanto e tentaram bloquear-nos de várias maneiras – tal como macacos em ‘bang-jump’ -, mas agora o conhecimento está disponível, mundialmente disponível, e até o final do ano milhões destas Unidades estarão sendo utilizadas ao redor do mundo, porque as pessoas estão se dando conta dos vários benefícios da tecnologia. Só depende de o quanto você conseguir manipular esta Fonte Poderosa para seu benefício. E quando souber usá-la, deve compartilhar, usá-la corretamente e com sabedoria para o bem de todos.
Se tiver algum Governo que queira experimentar, peça uma Unidade para testes, testem, tragam seus cientistas para o ensino on-line, e se prestem a fazer acordos conosco para fornecer a tecnologia para toda a sua nação. Eu tenho a impressão de que o Governo da Nigéria está conosco neste projeto, e se estiver, nós o apoiaremos totalmente. É na embaixada da Nigéria que estaremos entregando-lhes os primeiros 1000 MPs, se eles aceitarem, pois os embaixadores de lá já levaram um protótipo de amostra, quando estiveram aqui em Roma no encontro que fizemos com vários embaixadores. Também embaixadores da Itália estiveram lá, e quando eles nos permitirem, tanto quanto antes foi o apoio deles que trouxe a FK para a Itália, nós os apoiaremos também. Eles nos deram permissão de fabricação e distribuiremos 1000 unidades para hospitais, entidades, instituições, e até para os carros da polícia economizarem combustível. E com as fábricas abertas aqui na Itália, todo e qualquer Governo que vier a nos apoiar, temos capacidade de lhes entregar estas Poderosas Fontes de Plasma na quantidade necessária e de uma forma muito rápida. Para toda a Europa já obtivemos certificação técnica para fornecimento, e estão em fase de aprovação autorizações de envio também para a África (Congo, Gana e Nigéria). Todas as papeladas necessárias para despacharmos os MPs pelo mundo, para aqueles que já os reservaram no passado, e para aqueles que estão comprando agora pela loja on-line, já foram providenciadas e estamos prontos para a distribuição.
Esta abertura da tecnologia para o mundo através dos ensinos também consiste de uma revolução. Ninguém mais costuma “abrir a fábrica” para mostrar aos outros os seus processos detalhadamente, mas nós estamos ensinando para o mundo inteiro. Só pedimos à todos os que se beneficiam da tecnologia, que a utilizem também para espalhar pelo mundo nosso código de ética (fazer para a paz, comprar um-doar outro, fabricar um-doar outro).
Trabalhem da mesma forma como estamos fazendo, da forma simples como estamos ensinando. Podemos elaborar muitos processos com cáustica para tornar os nano revestimentos muito elaborados, mas na realidade isto não mudará nada. Anteriormente nós abusamos do cobre por vários caminhos errados e tais processos não nos deram a vibração eletrônica (Hertz) necessária. Então, usamos o caminho certo (conectar à rede elétrica da casa), o qual nos dá esta liberdade para conseguir tudo. O modo de fazer, que mostramos aqui, ele saiu das pesquisas e desenvolvimentos da FK, e são procedimentos corretos. Há mais conexões a fazer no seu MP, e maneiras de conectar que ainda mostraremos nas aulas seguintes. E há também definições por vir sobre o melhor lugar do automóvel aonde se deve colocar o MP para automóveis, para dar o maior rendimento, e isto eu e as equipes de desenvolvimento estamos resolvendo ainda, e divulgaremos até a última aula.
Sendo assim, terminem suas tarefas de casa (até 12 bobinas no total. nano revestidas e banhadas com mix liquido de Gans, e 3 bolas com mix de Gans pastoso), e prepare suas bandejas. Você não necessita preparar bandejas como estas que mostramos, que são feitas em impressoras 3D ou moldes plásticos exatos.
Basta muitas vezes uns pratos plásticos para sopa, e um método de dispô-las fixas horizontalmente em uma torre, com espaçamentos exatos entre uma e outra. Lembrem-se disso, que a distância entre eles tem que ser igual. Aqui na Itália tem muita pizza e aqueles chamados “empilhadores de pizza” podem ser muito úteis nesta hora.
Em uma dada torre, a lacuna entre a bola de Gans central e a circunferência interna do conjunto de bobinas menor deve ser de 1 centímetro de vão.
Tem também de haver precisão na distância entre uma bandeja e a bobina de cima ou de baixo.
Para um trabalho perfeito, a bobina vo tamanho de lacuna horizontal entre a bobina menor central e a bobina maior deve ser de uns poucos milímetros.
[foi sugerido 3 mm, mas deve-se considerar que o Gans sobre as bobinas tende a engrossar com o tempo, então recomenda-se o dobro].
Também a distância de circunferência entre a lacuna de um lado e a lacuna do outro lado tem que ser correta.
Você não pode cometer um erro aqui. Todas estas distâncias tem de ser medidas com precisão. E mesmo que você acaso o girasse horizontalmente, o diâmetro-distância desta circunferência deve ser o mesmo. (ou seja, a disposição deve ser circular não em elipse). Observem este aspecto, pois isso é importante, caso contrário você obtém prejuízo da performance.
Para uma precisão exata, este distância-diâmetro tem de ser o equivalente a distância entre a bobina do topo e a de baixo,
Estimamos que este diâmetro medido deve ser de 5 centímetros ou mais.
Faça com que este diâmetro medido não ultrapasse 2.5 a 3 centímetros a distância medida verticalmente entre duas bandejas.
Ou seja, você primeiro mede quantos centímetros tem entre uma bandeja e outra, e só então cuida para que a circunferência medida horizontalmente entre lacunas de bobinas de uma torre tenha 2.5 a 3 centímetros mais do que essa distância em centímetros entre uma bandeja e outra.
[Nota do Tradutor: Estas medidas são para projeto das peças e fixações das bandejas dentro do compartimento plástico do MP. Note que a simples diferença no diâmetro do arame de cobre usado para a construção das bobinas já fará com que estes cálculos mudem minimamente].
Um sistema homogêneo e perfeito leva em conta estas medições, porque lá dentro, com o MP ligado, os plasmas rotacionam (ver GIF animado logo adiante), e seus Campos devem passar pelas torres de cima e de baixo e convergir para a torre central, para o centro (a bola de Gans da torre do meio – o “Sol do Sistema).
Se as torres estiverem muito separadas vai haver uma interferência na interação entre os plasmas e você não quer isto, mas, isto sim, que tudo se torne em um plasma maior.
Você não quer três plasmas trabalhando individualmente, mas sim que os três plasmas se tornem em um só.
As rotações, expansões e contrações, e o modo dos campos trabalharem funcionam para isso: para fortalecer mais e mais o seu Sol no centro. Veja como é na animação abaixo:
[Se não estiver vendo a animação, clique AQUI para poder vê-la em janela separada.]
Os campos se assentam como que dentro um do outro, de maneira a acomodar os empurrões (magnéticos) e as atrações (gravitacionais) do seu Sistema.
Já dissemos que você tem que mudar o seu modo de pensar. Você não estará lidando mais com o estado de matéria, você estará lidando agora com transferências entre Campos mag-grav e estas transferências estarão acontecendo em um estado de Plasma.
HOMEM:
A respeito da perfeição deste círculo, isto realmente é necessário?
KESHE:
Não estou pedindo que se tornem perfeccionistas, mas para uma bola central esfericamente perfeita, deem um círculo o mais redondo possível.
HOMEM:
Este espaçamento entre o conjunto de bobinas menor e o maior. Existe necessidade de deixar um espaço tão pequeno quanto alguns milímetros?
KESHE:
Em caso de dúvida se baseie nas fotos dos MPs da FK que foram abertos. As partes de plástico deles são perfeitamente encaixáveis e você pode seguir o mesmo padrão.
Outras recomendações:
– Certifique-se de que quando você está torcendo todos estes arames juntos você não atravesse um no outro, evitando deixar qualquer possibilidade de que conexões diferentes se encostem uma na outra.
– A espessura do arame de cobre pode mudar a qualquer hora, pois sempre buscamos pelo melhor tipo de arame para fazer o trabalho. E se decidirmos mudar alguma especificação, comunicamos às fábricas que imediatamente começam a fabricar baseados naquela mudança. No momento usamos um arame de 2.8 mm de espessura. Assim a dimensão dos arames dentro do cabo de alimentação (o cabo que contém uma tomada macho) devem ser compatíveis. Basta certificar-se de conectar um cabo de alimentação com arames internos de espessura adequada, que seja maior ou igual àquela que você está usando em suas bobinas. para não ter limitação de corrente. Você deve ter certeza de que a espessura do cabo é compatível com a quantidade de corrente que vai passar por ele. [Ou seja não use uma dupla de fios muito finos como cabo.]
Na hora de fazer esta conexão do POWER IN do seu MP e do aterramento (que será falado em aula posterior) com os dois fios deste cabo de alimentação, use o método de conexão que foi ensinado fazer as conexões dentro da MP (ver aula anterior), inclusive colocando um pouco de cáustica de re-uso sobre esta conexão feita. Depois da conexão feita poderá acontecer alguma falha caso você venha a ligar logo o MP na rede, porque você juntou arames nano revestidos (em estado de plasma) com arames dentro do cabo que ainda não estão revestidos (em estado de matéria), então recomendo que espere uns dias até que todo o cabo por dentro fique nano revestido “naturalmente” até que o nano revestimento chegue naturalmente ao soquete macho de plástico. O MP não necessita estar ligado na rede para nano revestir os arames que estão perto, só que este espalhamento demora um pouquinho mais. Assim, espere um pouco para ter esta camada contínua e homogênea de nano revestimento também no cabo que vai ligado na rede elétrica. Os pontos de falha em seu Sistema, aqueles que geram faíscas e não deixam funcionar seu Sistema, geralmente são pontos onde ainda não estão completamente nano revestidos.
– A mesma recomendação acima é válida para o cabo que vai até a distribuição na Saída do seu sistema (LOAD ou OUT). Ele deve estar naturalmente nano revestido por dentro até as tomadas fêmea de plástico, antes de você ligar o seu MP. Tanto faz se é uma unidade MP para residência ou para automóvel a recomendação é a mesma. A diferença é que depois que estiver pronta para ligar, a MP para carro irá nano revestir muito lentamente todos os metais dentro da bateria e quando finalmente isto acontecer a bateria não funcionará mais como uma bateria mas como um centro de plasma, ou seja, se tornará parte da evolução do seu Sistema.
– Também, antes de ligar na rede, certifique-se de que as bobinas nas torres e os pontos de conexão dentro do MP estão apresentando uma camada homogênea de nano revestimento.
– E lembre-se que não é hora de ligar ainda, pois faltam peças para acrescentar, e procedimentos, que serão apresentados em seguida.
– Estes MP padrão você leva e conecta em qualquer lugar, qualquer tomada em 110 V da sua rede.
– Produza um Sistema seguindo estas orientações e você verá que, quando ligar ele na rede, ele funcionará como se espera e dando a economia de energia que se espera.
– Uma novidade é que, nas próximas semanas, surgirão Sistemas de produção de MPs em miniatura, sistemas muito pequenos, bem menores do que os MPs padrão.
Nós não estamos ainda produzindo dispositivos específicos para usar como um plug-in de seu Sistema. Isto se dará em desenvolvimentos futuros da tecnologia. Nesta abordagem, você poderá obter um plug-in para água, para alimentos, para remédios de plasma, e plug-in para diferentes coisas do Plasma. Mas seu Sistema (MP) se tornará em um Sol de plasma completo, e futuramente pode lhe fornecer todas estas coisas, ou fornecer estas coisas bastando acrescentar dispositivos auxiliares à ele.
E se acaso algum governo ou agência de controle tentar nos barrar a entrega dos MPs encomendados, entraremos com um recurso segundo o qual nenhuma lei existe para impedir que se forneça arames de cobre, cabos e peças de plástico.

RETORNAR À PARTE 1 DA AULA 5

COMEÇAR DESDE O INÍCIO – AULA 1

PRÓXIMAS TRADUÇÕES:

AULA 05  – PARTE 3  ESTE  É O NOSSO PRÓXIMO DESAFIO !

AJUDE A PATROCINAR ESTA AULA: CLIQUE AQUI

DESAFIOS SEGUINTES:

AULA 06

AULA 07

AULA 08

AULA 09

AULA 10

Mehran Keshe Foundation KFSSI applications aplicações