Aula mais recentemente traduzida

AS TRADUÇÕES DAS BLUEPRINTS  DE ÁUDIO JÁ REALIZADAS:

AULA 01= partes 1 (17/11)  — 2)(25/11)  — 3(21/12)  — 4(12/01)

AULA 02= partes 1(04/02)  — 2(24/02)  — 3(02/06)  — 4(13/06)

AULA 03= partes 1(28/06)  — 2(22/07)  — 3(14/09)  — 4(10/12)

AULA 04= partes 1(01/01)  — 2 (23/05) — 3 (10/07

AULA 05= partes 1(20/07)  — 2 (10/08) — 3 (18/09) 

0 – 0

Quer se tornar um patrocinador das aulas?

clique: Sim, eu posso doar para a continuação destas traduções

RETORNAR À PARTE 3 DA AULA 5

COMEÇAR DO INÍCIO – AULA 1

ESTA É A PARTE 1 DA AULA 6:

(postada em 16 de novembro/2017)

00b professor M.T.Keshe

TEMA PRINCIPAL
  INTERAÇÃO ENTRE PLASMAS
O EMOCIONAL E O CORPO HUMANO
NÃO REJEIÇÃO EM TRANSPLANTES
OS DISCOS-VOADORES E COMO TRABALHAM
A FORMAÇÃO ESTELAR E OS SISTEMAS “MP”
ESTÍMULOS PARA AVANÇAR

 

Eu começo esta nova aula respondendo a uma pergunta do dia anterior:
Não é tanto a posição com que se empilha os conjuntos de bobinas, mas sim o que importa é observar a condição de campos mag-grav e a estruturação (condensação) de Plasma da pilha na Unidade (MP) tal como se nós pudéssemos rotacionar os campos sobre seu próprio eixo para concentrar o Plasma no centro, e não apenas criando campos espalhados em todas as direções.
A beleza deste Sistema (MP) da forma como está sendo ensinado é que assim você poderá obter uma distribuição balanceada dos campos do Plasma.
Para que você entenda o trabalho do Plasma, ele não é o mesmo que qualquer coisa que o ser humano tenha experimentado no mundo da matéria. No mundo da matéria, nós podemos controlar, nós podemos ditar, nós podemos acessar, nós podemos medir, mas no mundo do Plasma, medições e acessos são literalmente impossíveis.
Um exemplo disto é: se Eu lhe der uma maçã para morder, a qual é semelhante com o Plasma, você gostaria da maçã de uma maneira totalmente ou ligeiramente distinta do que se eu desse a mesma maçã à alguém também para comer. Por que? É por causa do campo gravitacional do Plasma do corpo humano, que para cada pessoa tem uma ligeira diferença. Então, outra pessoa interagirá ligeiramente diferente com esta mesma maçã.

Você notará que suas mordidas nela dão uma sensação de delícia, mas em outra pessoa, dão a impressão de estar salgado, embora você não tenha provado nada de sal, porque esta é a forma como seu corpo funciona, como o corpo humano em geral funciona. na forma como trabalham os seus próprios campos mag-grav do Plasma. E quando entra em contato com o Plasma de uma maçã, por exemplo, a medida será em relação a si mesma e não em relação a outra coisa. E se você entende isso você entende que a medida é de cada um e chega a essa mesma conclusão, de que trabalhar com esses Plasmas segundo uma forma padronizada é praticamente impossível.
Então o que fazemos é nos perguntar como podemos alcançar uma proximidade com isso, de modo que uma grande parte das pessoas possam obter os mesmos resultados, e que os resultados sejam os mesmos para quase todos nós.
A existência (detecção) do próprio Plasma é incerteza no mundo da criação, pois nós nunca sabemos dizer como um Plasma será liberado,

nem quando, nem onde, e apenas podemos descrever o que acontece em seu ambiente.

e tomar uma decisão sobre isso.
Se os campos mag-grav neste ponto for igual a este,

ou a este,

ele faz uma interação em duas condições, em dois Sistemas, mas esta (a maçã) pode estar aqui e se não tiver a mesma intensidade e correspondência, não interagirá com este a qui (a maçã).

Trabalhar com Plasmas não é um a tarefa de adivinho. É entender quais seriam as possíveis reações. Se poderia ser, possivelmente, as ações dele de dar, de tomar, de fazer. Tomando o exemplo da maçã, poderia talvez se dar uma pequena mordida, ou tomar uma grande mordida, morder muito, tomar demais, talvez dar (compartilhar) um pouco, de modo que possa sustentar sua própria existência como Plasma.
Em tantas apresentações já expliquei como o Plasma se comporta de modo muito distinto do que no estado de matéria.

Mesmo se tiver esta forma, eles não são realmente desta forma. A característica do plasma é ser esférica. É como uma goma. Em um segundo pode se mostrar plano, no outro pode se mostrar totalmente alongado, tudo dependendo dos campos magnéticos ambientais e dos campos gravitacionais que estiverem operantes no Sistema.
Lá dentro eles permanecem num formato semelhante a uma galáxia, como a Via Láctea, como um ovo horizontal e amassado, tal como a Via Láctea.
Quando visto por cima, é mais ou menos como um relógio, e nós estamos localizados na extremidade da Via Láctea.

Talvez se olhássemos de fora, … estamos neste ponto.

A própria galáxia poderia ser desta porma parecendo como um ovo achatado.
Esta forma contém em si bilhões de estrelas e outros componentes, mas a vemos com esta forma padrão no espaço, embora outras galáxias aparecem com formas engraçadas, como esse tipo de formas.

[NESTE PONTO O VÍDEO PARALISOU, E QUANDO VOLTOU A TELA ESTAVA DESENHADA ASSIM:]

O que você deve entender é que – no nível de plasma – as galáxias não são muito diferentes do que o corpo humano. Ambos são, cada um a seu próprio tamanho, um plasma em uma interação completa, contínua, um plasma que parcialmente pode ditar sua própria estrutura interna.

e outra parte de sua estrutura é reforçada pelo ambiente onde se encontra.
O que fazer? Podemos, e deveríamos, adicionar nossa compreensão dessa estrutura dinâmica do Plasma que existe, e com isso sermos capazes de usá-lo para alcançar com vantagem aquilo que queremos dele: plasma suficiente para servir de alimento, plasma que se materialize para prepararmos desta matéria prima o nosso vestuário, plasma que funcione como remédio e promova a saúde, enfim para o que necessitarmos.
Caso entendamos uma pequena parte desta estrutura dinâmica, com ela podemos resolver outras partes.
Vendo como um todo, e de uma maneira geral, o que podemos dizer sobre o Plasma é que é mais ou menos como uma esfera, uma esfera capaz de interagir em todas as direções.

Caso preenchamos todas as condições necessárias para o nosso Sistema de plasma esférico, e o mantivermos em um ambiente adequado, ele poderá dar e tomar plasma para todas as direções e a partir de todas as direções.
Mas este que vocês chamam atualmente de o plasma dos físicos não é o plasma que queremos. Quem pensar diferente ainda não entendeu o tipo de trabalho que estamos fazendo aqui. No mundo do plasma dos físicos, neste momento eles estão tentando controlar esse tal plasma para usá-lo no setor energético, e tentam fazer isso acelerando o plasma com aceleradores, depois de tentar comprimi-lo e tentar segurá-lo usando de outros campos magnéticos externos, e querendo com isso medir os resultados disso, mas de muitas maneiras eles apenas estão trabalhando apenas com os plasmas que estão apenas na intensidade da matéria.

Eles não estão trabalhando com os Plasmas que estão no estado livre.
No universo, os Plasmas operam todos no estado livre.
Toda vez que os cientistas tentam controlar o Plasma no estado da matéria, com potentes ímãs, para produzir a corrente elétrica que é a parte mais fraca da estrutura do de campos magnéticos do universo, eles estão lidando com plasmas que estão no máximo na intensidade da matéria, apenas.

A matéria pode até interagir com o Plasma universal, e se manifestar como corrente elétrica, mas será de uma “intensidade de Plasma” muito fraca.
Da forma como estamos ensinando vocês a trabalharem com os Plasmas universais, você começa trabalhando bobinas, fazendo e usando Gans e nano materiais. E esta é a primeira vez que a humanidade tem a liberdade de trabalhar o suficiente o estado dos Plasmas tal como no universo.

Se ao trabalhar com Plasmas sua mentalidade conseguir avançar para além da limitação da não tangibilidade, você também conseguirá trabalhar com os Plasmas livres tal como os que existem entre as galáxias, entre uma estrela e outra, entre as células do corpo humano, e assim por diante.

Este é o propósito: tentar afastar-se do plasma físico, tangível e visível, indo em direção aos condicionamentos livres dos Plasmas tais como funcionam no universo. Esta meta é importantíssima e consiste na maior diferença entre a física de plasma antiga e esta física nova com Plasmas.
Se você conseguir entender como estes Plasmas livres trabalham, vocês poderão entender como manipulá-los.
Razão porque o principal ensinamento deste Blueprint de uma semana é ajudá-los a entender o Plasma, não apenas mostrar uma montagem de um dispositivo. A ideia é, assim como estamos fazendo, ir detalhando à vocês tudo sobre o estudo do Plasma.
No corpo humano, o Plasma se comporta como um ambiente que, em todos os momentos e constantemente, possui um propósito.

Ele mantém a estrutura de modo que aquela estrutura garanta o comportamento e a quantidade de células físicas perdidas e que necessitam ser adicionadas de acordo com um padrão, com um planejamento prévio, com uma deliberação de informações que no final vá garantir a estrutura do corpo, de modo que o plasma fica empacotado sob a forma da estrutura do corpo de um ser humano.
Cada célula do corpo é empacotada de forma a que esta posição dela,

e o seu tamanho seja ditado pela integralidade da informação que advém da parte emocional do corpo.

Caso você afaste da estrutura do corpo humano o seu aspecto emocional, pode dizer adeus ao corpo, pois ele deixaria de existir, ele não pode existir sem a influência das emoções.
Caso você produzisse uma massa orgânica de componentes minúsculos e a empacotasse entre placas de metal e adicionasse corrente, esta não se tornaria em uma célula. Mesmo se você fizesse por nanotecnologia igualzinho à uma célula, e depois acionasse um programa de replicação de si mesma, você estará apenas produzindo tangibilidade, pois desvinculado da emoção não há vida como corpo humano.
Quando os médicos entenderem melhor porque num transplante há rejeição de células, eles vão passar a entender que se puderem adicionar emoção às células irão descobrir que não haverá rejeição no transplante.
Isso será uma das coisas na área de transplantes que serão testadas rapidamente, e descobrirão que é assim que funciona.
Começarão com partes de órgãos. Quando este tipo de transplante acontecer, e considerarem a influência poderosa da emoção sobre a parte que vai ser transplantada, e envolverem o órgão ou parte dele num invólucro de Gans de CO2, obterão um equilíbrio entre o antigo e o novo, pois o invólucro de Gans de CO2 ajudará a obter um balanceamento emocional e plasmático – campos equilibrados neste ambiente – para que o receptor e o transmissor no transplante compartilhem linhas de conexão favoráveis.

E verificarão que não será nem mesmo necessário tomar medicamentos anti-rejeição, simplesmente porque foi satisfeita a necessidade da parte emocional das células de órgão envolvidas.
Esta nova técnica abrirá muitos novos desafios para o mundo científico.
A própria visão que oferecemos sobre o corpo humano abrirá novas perspectivas.

Um não deve rejeitar o outro. A rejeição poderia acontecer se fizermos testes com nanomateriais. As interações nano com o corpo humano, no ponto da parte física do transplante deve se comportar como os nano materiais. Pela observação de muitos processos percebemos que quando há transplantes de rins ou fígado, por exemplo, e eles sofrem rejeição, é porque no ponto de corte criou-se naturalmente uma camada de nano materiais onde esta camada de nano materiais naõ pode se conectar à camada de nano materiais do outro órgão que está vindo.
[KESHE SEGURA UMA PEQUENA MOLA NANO REVESTIDA NA MÃO, DEPOIS A SOLTA]
O que propomos é que se mude o procedimento, fornecendo a estas áreas de corte uma intensidade diferente, por meio do que chamamos de “Remendos de Gans de CO2” para que sejam usados antes deste tipo de operação cirúrgica.

Apenas por ter colocado este pequeno “remendo” ali, e o emocional se intensifica, e não acontece rejeição, porque ou é a diferença de intensidade emocional que rejeita o órgão, ou é a interação física dos nano materiais formados naturalmente na área de corte. Na verdade, 90% tem a ver com a emoção.
Este reorganizar da interação entre os órgãos ou partes envolvidas no transplante, na parte do pré-operatório e com avaliações médicas adequadas, isso abre um novo desafio de baixo custo neste setor, e tal técnica serve até mesmo para o tratamento de doenças de pele, por exemplo, se considerar estas coisas antes da interação entre uma solução tópica e a parte afetada.
Esta mesma abordagem pode servir para qualquer tratamento, desde que se leve em conta esta preocupação de aceitação emocional nos elementos envolvidos, e com o plasmático agindo nas estruturas para promover este balanceamento antes da interação entre as partes envolvidas no tratamento. Tal abordagem realmente altera todos os procedimentos tal como são feitos até agora. E é uma abordagem que tem muitas aplicações. Estes são os novos desafios no mundo da medicina.

Mesmo na tecnologia espacial, qual seria sua aplicação?
Pode parecer que com este Blueprint você esteja tentando entender apenas como a energia elétrica pode vir a partir de um sistema simples, capaz de dar-lhe tudo o que você necessitar, mas a aplicação de uma tecnologia da FK é sempre pensada para utilizações no Espaço.

Se você entender como criar a interação certa para para que, sem ignorar a emoção, o corpo não rejeite um órgão transplantado, da mesma forma em uma nave seria possível se posicionar espacialmente com ela de acordo com a emoção do piloto?
A resposta é SIM!

Na área de antropologia aprendemos que ao longo de milhões de anos, toda vez que o ser humano não estava feliz aonde estava, ele se mudava fisicamente para outro lugar. A mudança das emoções promovia a, ou dependia da, mudança física.
Asim também será com os deslocamentos espaciais, com naves se movimentando com base e mudanças nas emoções do piloto. Começamos a lhe explicar isso na aula passada, que mudando a emoção você muda a temperatura do seu corpo, podendo suportar grande calor ou grande frio. Estas mudanças vão chegando lentamente para a humanidade, e depende do trabalhar com o nosso cérebro na parte emocional, que é uma área nova que até agora nunca a humanidade tinha explorado. E tudo começa por não ter medo, e isso é um processo gradativo. A humanidade teve que primeiro dominar a energia nuclear para então começar a compreender o plasma, e compreendendo o Plasma agora compreende o poder das emoções. O próximo passo é eliminar o medo. Você não deve ter medo de pensar que, se está em Londres, quer ir para Nova York, por exemplo. Para isso você vai ter que pegar um avião, e ajudar o piloto do avião a chegar lá não entrando em pânico dentro do avião. Este é o primeiro passo. Esse piloto vai levar horas para levá-lo até lá. Mas com uma tecnologia de viagem espacial de plasma, semelhante ao que você chama de OVNIs hoje, você pode chegar lá praticamente instantaneamente.

Quando você vê estes OVNIS ou uma luz inteligente cortando o céu em alta velocidade,
tudo o que você pode ver é uma luz passando rapidamente. Os que viajam nestes artefatos nos vêem como espacialmente ainda muito primitivos. Tivemos que começar com os burros, com as rodas puxadas por cavalos, por cavalos de força de motores automotivos, e finalmente por aviões, e aviões a jato. Todos são meios de levar corpos humanos e bagagens através da fisicalidade. Mas nos OVNIs, quando você vê a luz você não vê a estrutura física e o que ela leva dentro. Quase sempre a estrutura física está lá dentro, bem no centro, e é apenas 1/5 (um quinto) do tamanho desta luz.
Num nível ainda mais avançado de compreensão, os que navegam dentro destas naves nem sequer necesitam da fisicalidade para fazê-lo.
[Nota do Tradutor: segundo o que temos acompanhado dos ensinos de Keshe: eles aprenderam a navegar em velocidade magnética por dentro de corredores de matéria escura, e até mesmo a viver dentro da matéria escura, e, teoricamente, este viver na matéria escura poderia implicar talvez na redução da matéria em 1/5 do seu tamanho.]
Os mais avançados realmente não necessitam de fisicalidade para poderem usar os campos mag-grav do espaço a fim de alcançar um destino e chegar aonde eles querem.

Na tecnologia espacial você descobre que depois de carregar estes Sistemas (o MP é um exemplo bem primitivo) sob a forma daquilo que definimos como “formação estelar” (triangulo de base com 3 reatores, e mais 1 reator de topo), eles continuam sempre carregados, porque é o próprio ambiente, o Plasma do ambiente, que os mantém carregados.

Numa “formação estelar” há 3 Sistemas na base e um na parte superior.
Os 3 da base são usados para controle direcional da nave,
e o topo é usado para dar estabilidade e para impulsionar.
E esta provavelmente será a forma da sua nave espacial.
O modelo que eu visualizava há 40 anos atrás continua sendo o mesmo hoje. Você necessita dos três reatores da base para criar a planagem básica e do reator de topo para criar o deslocamento.
[KESHE FAZ UM TRIÂNGULO COM AS MÃOS E DEPOIS ABRE OS BRAÇOS AMPLAMENTE COMO NA FIGURA ABAIXO]
E quando você entende essa estrutura, você entende grande parte dos chamados OVNIs, mas deve entender que eles se deslocam em duas dimensões (dentro, fora, dentro, fora, ou a física e a plasmática, ou física e matéria escura). e para processar isto é necessário todo um trabalho sobre primitivas (possivelmente referindo-se a geometria de espaço nestes dois níveis).

As “Primitivas” é algo bem complexos, e é um conhecimento mais elaborado do que é possível explicar aqui neste Blueprint.

Lentamente a humanidade está evoluindo para este aprendizado. Ao entender o Plasma, ao entender a estrutura do Plasma, toda uma evolução física e de inteligência humana foi necessário, até conseguirmos produzir motores, foguetes, e chegarmos no ponto de podermos entender o Plasma e adentrarmos nesta próxima opção de viagens,

quando então nos tornaremos independentes das rodas, das turbinas, dos foguetes e de tudo o mais, para nos deslocarmos espacialmente. E essa unidade mag-grav, o MP é o início da revolução, isto é, o estabelecimento de base deste sistema de viagens do futuro, onde não mais necessitaremos dimensionar peso e quantidade de combustível para viajar. Não haverá limite de peso. Repare que assim como acontece entre dois ímãs, não há limite de peso quando se lida com campos mag-grav, pois quando os campos os campos interagem e lhe é permitido posicionar-se em relação a estes campos, você é atraído. Pois não importa a quantidade de ímãs usados, isso é tudo o que acontece no espaço.
[SEGURANDO DOIS ÍMÃS POTENTES NA MÃO, KESHE FAZ UM IMÃ GRUDAR NO OUTRO]

Nenhum combustível é queimado.
Então, quando você já tiver dominado o entendimento de um Sistema de Plasma, de um MP, você passará para o próximo passo, e brincar com vários reatores, e então você vai ter um maior nível de compreensão do trabalho dos Plasmas, e você neste ponto poderá então preparar sua própria “formação estelar” de reatores.

Esperamos que a humanidade aprenda, com este Blueprint, a preparar centenas de milhares destes reatores.
Você os faz de cobre, você os faz com nano revestimentos, e você aprenderá a fazê-los de madeira, de plástico, e com qualquer tipo de material. E se você entender como o Plasma trabalha e o que ele pode fazer por você, seu jogo de tecnologia espacial também mudará. Tudo começou lá atrás, onde fizemos pequenos “containers” lacrados de metal e alimentamos os primeiros reatores com gases e construímos a primeira “formação estelar” em Teeran, para o governo iraniano, e usando gases nobres de vários tipos e materiais nucleares de baixa intensidade para criar Plasmas. Não era necessário materiais nucleares de alta intensidade para produzir estes Plasmas.
[Nota do Tradutor: A alguns anos atrás houve uma desconfiança das supernações quanto aos iranianos e o programa nuclear e uma série de suspeitas que foram investigadas de perto e depois foram abandonadas. Atualmente o governo iraniano segue fielmente as exigências internacionais, demonstrando assim que não tem nenhuma intenção de criar qualquer bomba atômica, e que suas intenções com os materiais nucleares são outras.]
O que estamos fazendo é lhes explicando agora que os mesmos efeitos são conseguidos com estes Gans e estes nano revestimentos de materiais metálicos simples, para criar condições equivalentes de Plasma, e produzir Plasmas com estes novos reatores, mas visando as mesmas funções de antes.
Pois se você entendeu o que foi dito esta manhã sobre a liberação de Plasmas em DC como uma constante que se multiplica,

você pode empacotar esta energia em reatores maiores e mais potentes, e produzir os 3 reatores de base de sua nave espacial, que se tornarão a base do seu sistema de voo.
E tudo que você estará fazendo é tirando a energia do Plasma que você concentrou em pacotes de Plasma dentro destes reatores.

De fato, contendo esta intensidade em um recipiente, e criando a condição de Plasma livre, é basicamente o que estas unidades da “formação estelar” fazem. Não é tudo mas é o básico que fazem.

Na verdade, muito em breve você nem mesmo necessitará da fisicalidade de um núcleo de reator completamente lacrado e compactando o Plasma, como antes. Note que não há contenção física alguma para o Plasma do Sol, porque a contenção dele é feita “no espaço”, no momento que a força dos campos mag-grav em um ponto de espaço é equilibrada com o ambiente, isto cria a condição de limitação das matérias e das forças envolvidas.
Se você está entendendo isso, você entende que estas Unidades de Energia (MPs) que estamos ensinando você a fazer, correspondem a mesma “formação” solar.

Se não há a necessidade de lacrar os campos mag-grav de um MP em um invólucro metálico, da mesma forma não há necessidade nem mesmo da tangibilidade de uma nave espacial para você se deslocar pelo espaço.

Você viaja simplesmente dentro dos limites e dentro da intensidade de “entidade-identidade” do seu conjunto de reatores da “formação estelar”.
Este é o estágio avançadíssimo de uso destes conhecimentos.

E os extraterrestres,

eles nem sequer usam estes 4 reatores. Eles sabem onde os campos estão, e eles ‘ajudam a si próprios’ a fazer parte desta interação.

E não só isso, mas eles viajam juntos em número de centenas de milhares. Não é uma nave de uma só pessoa!
Falar em dimensões está além da compreensão humana neste momento. Repare que até mesmo por trabalharmos com simples nano materiais e Gans, nós estivemos a poucos anos atrás sendo caçados como terroristas. Então, tais conhecimentos acima são para ser entendidos pela humanidade do futuro, quando ela estiver mais madura de inteligência, e tiver mais abertura de consciência para compreender estas coisas. Mas já estamos estabelecendo a base para a compreensão futura da humanidade e por enquanto tudo o que resta para os seres humanos é pensar na possibilidade de um dia poder aplicar a tecnologia do Plasma neste alto nível.

No momento, por exemplo, você está feliz em ter uma pequena economia de eletricidade em sua casa. Você vê seu MP como o ser humano primitivo viu a primeira roda fina feita de pedra.

A única coisa que limita você é a limitação do estado da matéria e não a do estado de Plasmas. Porque o entendimento é muito simples. A aplicação é que para muitos ainda parece não ser tão fácil.
Porque usando materiais para criar e nano materiais e Gans para ter as condições necessárias, e se conseguir superar esta limitação mental de lidar com o Plasma apenas na superfície, nos níveis de matéria, e passar a raspar mais fundo, nos níveis de Plasma, você poderia talvez encontrar a sua própria liberdade de poder viajar pelo espaço,

desde, é claro, que você domine o que está fazendo e consiga realmente usar um extrato de Plasma suficientemente potente em termos de intensidade, a partir de cada reator de sua “formação estelar”.
Mesmo que com esta sequencia de aulas você consiga apenas aprender a drenar Plasma suficiente para economizar energia, ou a movimentar algo, ou a comer menos e manter a mesma energia física, o importante é que você está trazendo o nível de Plasma para o seu nível de entendimento, e prendendo a usar dele de muitas formas, para aquilo que posteriormente venha a necessitar. Por enquanto você está apenas nos rudimentos, aprendendo a extrair o Plasma ao nível da matéria, mas se você aprender a utilizar-se do Plasma em todos os níveis, você descobrirá que pode fazer dos seus Sistemas todas estas coisas e muitas outras mais.

Se o maior problema para você é não saber a fazer um simples MP, aprenda então a fazer com estas aulas. Se você já sabe fazer um MP, aprenda a fazer três e brincar com estas interações, e depois a acrescentar uma quarta unidade à sua “formação estelar” para com ela começar a testar a Elevação.
Porque a cada etapa dominada, você deve procurar empurrar os limites da sua própria compreensão do Plasma e dos mag-grav para um nível mais avançado, para que numa etapa muito mais avançada você possa, de posse de uma “formação estelar” de reatores, decidir o que Elevar, e para qual posição espacial você quer se deslocar e estar.
Não é necessário se aprofundar demais nos detalhes destes dois (riscados com X do lado esquerdo da figura) se você estiver bem esclarecido sobre como funciona este aqui (o da direita):

…Se você entender o processo!
Não há limitação na tecnologia de Plasma, a menos que você mesmo coloque essa limitação em sua própria inteligência.
Então, procure entender bem esta parte, porque vai chegar um momento em que toda a humanidade vai entender esta parte aqu:

até descobrir que pode dispensar estas duas outras etapas (marcadas com um X do lado esquerdo de uma das figuras acima).

Porque o que mantém o envoltório de luz em redor da “formação estelar” é a confirmação dos PRINCÍPIOS.

Porque,  manipulando estes PRINCÍPIOS, quando você está aqui,

você deixa de ter a confirmação física (tangíbilidade) de que você existe. É tal como aquela vez que achamos que num laboratório com vários reatores filmados 24 horas sem parar nos pareceu produzir um campo de 129 Tesla com apenas 12 Watts de consumo, sendo que a NASA usa 1.4 Gigawatt e milhões de dólares em investimentos só para alcançar 1 ou 3 Tesla.

[Nota do Tradutor: Na história da FK este experimento e resultado de 129 Tesla são questionáveis, já que na época houve dúvidas quanto ao funcionamento do medidor, que tinha um botão de “reinício” e parecia apresentar defeito. Mas na época tal resultado serviu de estímulo para os estudantes presenciais de laboratório.] 
Porque quando trabalhamos nos níveis do Plasma, e não da matéria, tais resultados – de campos magnéticos fortíssimos que se pode obter – são facilmente alcançáveis,

e tal “poder” está disponível para a humanidade, e pode ser alcançado com investimento de algumas centenas de Reais, se você entender que não é difícil avançar até este poder do Plasma.
O objetivo aqui não é mostrar-lhe como os reatores fizeram isso naquela época (existem vídeos antigos), mas abrir para o mundo inteiro o entendimento dessas possibilidades e de tudo que pode advir do uso e do avanço desta tecnologia do Plasma e dos mag-gravs.
Quanto mais você for utilizando, descobrindo, aprimorando, e confiando nestes Sistemas de Plasma, tanto mais próximo você estará de dar o passo seguinte e decidir levar você e seus queridos para o espaço.
Este Blueprint é apenas a chave de abertura para os que estão em dúvidas, ou para os que querem ser introduzidos no novo entendimento do funcionamento dos Plasmas do universo. Esta é a razão porque estamos usando este Blueprint para explicar tantas coisas diferentes que envolvem o estudo dos Plasmas, porque foi a forma mais rápida que encontramos de poder alcançar povos longínquos do planeta com este conhecimento geral, para que se torne em benefícios diversos para eles.
Com uma “formação estelar” trabalhando com uma intensidade elevada de mag-grav, ninguém terá seu corpo deformado, não há possibilidade alguma de você ser prejudicado, a não ser que você vá para o espaço sem ter se precavido em aprender como fazer seus reatores produzirem oxigênio a partir do Plasma, para poder respirar o ar necessário dentro dos campos onde irá viajar.
Com este conhecimento qualquer um pode potencialmente se tornar num astronauta, dispensando estes treinamentos de centenas de horas, e de muitos anos que são dados pelas agências espaciais só para que se possa ficar alguns dias numa estação espacial e boiando numa situação de não gravidade. Isso já era, caso você entenda a totalidade da estrutura do Plasma. Se você estiver dentro de uma nave funcionando com Plasma, você caminhará por ela tal como caminha atualmente na superfície da Terra e não haverá ausência de gravidade.
Você tem que perceber que, com o seu Sistema de Plasma, você está chegando ao ponto em que você tem a liberdade total, Você é quem decide como se comporta o seu Plasma, qual será a sua potência, a intensidade do seu Plasma, e até mesmo a visibilidade externa do seu MP. Eu explico para vocês que quando você começar a ver esses sistemas funcionarem, então, você verá a mudança no curso da civilização humana.
Mas para avançar, para evoluir no entendimento, você tem que deixar de lado o medo. O medo afeta o emocional e o emocional afeta todo o resto. Porque o próprio corpo, especialmente as camadas de pele do corpo, é feito de Gans, de um tipo evoluidamente natural de Gans. E além do mais aqueles que não querem que esta tecnologia de Plasma se espalhe pelo mundo usarão intimidações de medo para tentar fazer você parar, tal como tentaram com a gente. Se não tivermos medo, eles não podem usar isto contra a gente. Eles abusaram tanto de você, agora é hora de apoiar a tecnologia e deixar este abuso por parte deles cada vez mais distante. Qualquer oposição ao desenvolvimento da tecnologia de Plasma sempre advirá daqueles que querem continuar abusando de você. Foram eles também que estabeleceram o tabu do controle da energia nos últimos 48 anos. Eles tentam controlar tudo, para manter vocês sem liberdade e totalmente dependentes. Eles até se acostumaram com isso, mas não necessita mais ser assim.
Alguns cientistas estão vendo os resultados da tecnologia bem perto deles e como tudo é simples e na surdina, em seus próprios laboratórios avançados, eles estão pesquisando como loucos para tentar entender mais sobre como tudo isso funciona, e isso é bom, bom para nós, bom para a humanidade, bom para o futuro. Mas alguns estão vacilando e criando variações e transformando em patentes e descobertas sensacionais, de coisas que já conhecemos a muitos anos, e isso não vai ser bom para eles, porque nós os desmascararemos um por um.
Só resta saber agora se vocês, como uma civilização, estão prontos para dar esse grande passo de avanço histórico rumo a uma nova compreensão do funcionamento do universo.
O problema já não é produzir Plasmas livres. Na verdade, o problema agora é o que você vai fazer com esse bebê (a tecnologia) que está sendo colocado sob os seus cuidados.

Como seremos educados, como nos vamos educar para poder usar o Plasma? Não posso explicar-lhe o que vai ser, qual a força máxima do Plasma, a forma que o Plasma assumirá.
Porque, a partir de agora, o Sistema é seu, é você quem decide!

RETORNAR À PARTE 3 DA AULA 5

COMEÇAR DESDE O INÍCIO – AULA 1

 

PRÓXIMAS TRADUÇÕES:

AULA 06  – PARTE 2  ESTE  É O NOSSO PRÓXIMO DESAFIO !

AJUDE A PATROCINAR ESTA AULA: CLIQUE AQUI

DESAFIOS SEGUINTES:

AULA 06 – parte 3

AULA 07

AULA 08

AULA 09

AULA 10

Mehran Keshe Foundation KFSSI applications aplicações